Carta de Carl Jung para um Astrólogo

Tempo de leitura: 3 minutos

A Astrologia é um assunto que eu amo, assim como a Psicologia. Desde pequeno eu despertei a minha curiosidade quanto ao funcionamento da mente humana.

Acredito que para muitas pessoas que estão no caminho da espiritualidade, Carl Jung dispense apresentações. Jung contribuiu muito com a humanidade com os seus estudos e teorias, basicamente ele dedicou a vida à traçar um “mapa da alma”, e com isso deixou uma série de pessoas que continuam a sua linha de pensamento.

Jung é chamado de “místico” (de forma pejorativa até) por alguns, mas apesar de seu interesse pelo oculto, ele tratava as suas pesquisas de modo bem científico (tinha ascendente em Aquário).

Já é conhecido que Jung respeitava a Astrologia, ele mesmo deixou a seguinte frase:

A Astrologia merece o reconhecimento da Psicologia, sem restrições, porque a Astrologia representa a soma de todo o conhecimento psicológico da Antiguidade.

Carl Gustav Jung, comentário no The Secret of The Golden Flower

Nesta frase Jung deixa claro o quanto a sabedoria ancestral da Astrologia pode ajudar no autoconhecimento do ser humano. Temos o estudo dos astros por diversas tradições, com conhecimentos que vão sendo passados desde muitos anos atrás.

O mais interessante foi que ontem eu enviei um áudio sobre sincronicidade para a minha Lista de Transmissão do WhatsApp (você pode ouvir o áudio aqui) e hoje me deparo com esta carta que Jung enviou para um Astrólogo, respondendo justamente a pergunta do Astrólogo sobre o que Jung achava da Astrologia. Na resposta Jung cita inclusive a Sincronicidade como um fator que explica a Astrologia. Veja a carta abaixo:

Querido Professor Raman,

Eu ainda não recebi sua revista, The Astrological Magazine, no entanto, responderei a sua carta.

Visto que deseja saber minha opinião quanto a astrologia, posso te dizer que eu tenho estado interessado nessa atividade peculiar da mente humana a mais de trinta anos. Como um psicólogo, meu interesse principal está na luz distinta que os horóscopos lançam sobre certas complicações do caráter humano. Em casos de difícil diagnóstico psicológico eu geralmente tomo o horóscopo a fim de ter um ponto de vista a mais, partindo de um ângulo completamente diferente. Devo confessar que muito frequentemente encontro os dados astrológicos elucidando certos pontos que de outra forma eu seria incapaz de ter compreendido. A partir dessas experiências, formei a opinião de que a astrologia é de particular interesse aos psicólogos, visto que ela contém uma espécie de experiência psicológica que chamamos de “projetada” – isso significa que os fatos psicológicos podem ser encontrados, tais como se estivessem nas constelações. Originalmente isso levantou a idéia de que tais fatores derivam das estrelas, sendo que na realidade eles apenas formam uma relação de sincronicidade com elas. Eu admito que esse é um fato muito curioso, o qual lança uma luz peculiar sobre a estrutura da mente humana.

Aguardo o seu retorno.
Meus mais sinceros cumprimentos,
Carl G. Jung

Pra mim o Mapa Astral é uma das principais ferramentas de autoconhecimento, e consegue dar uma visão rápida para a pessoa sobre vários padrões, por isso Jung utilizava o mapa como forma de apoiar o seu trabalho. A Astrologia em conjunto com outras terapias como a própria Psicologia, Florais e Coaching pode potencializar muito o seu autoconhecimento e a sua jornada aqui na Terra =)