Emoções negativas? Aprenda a lição que elas trazem e modifique a sua vida!

Tempo de leitura: 5 minutos

A Casa de Hóspedes

O ser humano é uma casa de hóspedes.
Toda manhã uma nova chegada.

A alegria, a depressão, a falta de sentido, como visitantes inesperados.

Receba e entretenha a todos
Mesmo que seja uma multidão de dores
Que violentamente varrem sua casa e tira seus móveis.
Ainda assim trate seus hóspedes honradamente.
Eles podem estar te limpando
para um novo prazer.

O pensamento escuro, a vergonha, a malícia,
encontre-os à porta rindo.

Agradeça a quem vem,
porque cada um foi enviado
como um guardião do além.

O texto acima é um poema de Rumi, um poeta, jurista e teólogo sufi persa do século XIII. Este grande mestre nos traz em forma de poesia uma grande verdade sobre as emoções humanas, a verdade de que TODAS, sem exceção, são importantes para o nosso processo evolutivo.

Você já parou para pensar como saberíamos o que é felicidade se a tristeza não existisse? No Universo temos a Lei da Polaridade, que mostra que tudo tem dois pólos, e que cada pólo é uma variação de uma mesma energia em grau. Saiba mais sobre esta e as outras Leis aqui.

Você já imaginou se não sentisse nenhuma raiva? A raiva descontrolada e em excesso é ruim, mas é ela que estabelece limites e defende o nosso território pessoal.

Você já imaginou o que aconteceria se não sentíssemos medo? Será que sobreviveríamos por muito tempo?

O que Rumi nos diz neste poema, é que todas as emoções trazem recados importantes. Como ele diz “Agradeça a quem vem, porque cada um foi enviado, como um guardião do além”.

A primeira estrofe do poema já adverte que o ser humano é um ser emocional, estamos à todo momento inundados de emoções, sejam elas positivas ou negativas. Os profissionais de marketing sabem muito bem sobre isso e utilizam esta informação para vender os seus produtos, você já ouviu falar que as pessoas compram pela emoção?

“Embora preferíssemos acreditar que é o intelecto que nos guia, são nossas emoções – as sensações que vinculamos aos pensamentos – que realmente nos guiam.” – Anthony Robbins

As emoções são nossos guias, uma dor, como diz no poema, pode estar nos limpando para algo melhor. Sabe aquela pessoa na zona de conforto de um emprego que não traz crescimento nenhum que é mandada embora assim do nada? Ela sofre, chora, e seis meses depois está muito feliz em um emprego novo, ou mesmo descobriu um dom para o empreendedorismo. Muitas vezes também as dores acabam nos tornando mais fortes, veja mais sobre isto neste artigo.

A falta de sentindo é uma das emoções que eu mais trabalho com os meus clientes, você sente que existe algo mais mas não sabe o que? Acha que a vida pode ser muito mais? Este é um sentimento que incomoda, mas quanto maior for ele, mais ele vai trazer força para a ação, e é neste momento que a pessoa pode procurar ajuda de um profissional por exemplo.

Segundo o autor e filósofo Mário Sérgio Cortella, “a satisfação paralisa, adormece e entorpece”. Então quando a insatisfação vier como hóspede, busque entender o recado que ela traz. Ela provavelmente está querendo te salvar da zona de conforto.

Agora, pensamento escuro, malícia, vergonha… o que poderia ter de bom nestas emoções? Como Rumi pode mandar encontrarmos eles à porta rindo?

Como grande sábio que era, Rumi sabia que nós somos feitos de luz e sombra. Ninguém pode ser só luz neste plano, lembra da Lei da Polaridade? Assim como todos temos um lado bonzinho, cheio de emoções positivas, também temos um lado com emoções das quais talvez não nos orgulhemos muito… Jung chamava este nosso lado de Sombra, e a grande maioria das pessoas prefere “fechar a porta” para este lado.

Rumi nos pede para encontrarmos este lado sorrindo, pois ele sabia que precisamos acolher a nossa Sombra, e não negá-la. O próprio Jung falava sobre isso quando disse:

Prefiro ser íntegro a ser bom.

Os nativos já traziam um grande ensinamento sobre o nosso lado luz e lado sombra no conto dos dois lobos.

Certa tarde, um velho índio cherokee contou ao neto uma história sobre a batalha que acontece no interior das pessoas.

“Meu filho, a batalha é entre os dois lobos que existem dentro de nós. Um é mau. É a raiva, a inveja, o ciúme, a tristeza, o arrependimento, a cobiça, a arrogância, a autocomiseração, a culpa, o ressentimento, a inferioridade, as mentiras, o falso orgulho, a superioridade e o ego.”

“O outro é bom. É a alegria, a paz, o amor, a esperança, a serenidade, a humanidade, a bondade, a benevolência, a empatia, a generosidade, a verdade, a compaixão e a fé.”

O neto pensou por um minuto e perguntou ao avô:
“Qual dos lobos vence?”

O velho cherokee respondeu simplesmente:
“Aquele que você alimentar mais.”

Acrescentei nesta história o “mais”, pois segundo Léo Artese, grande mestre das tradições xamânicas, o ensinamento original continha este “mais”, que acabou sendo retirado. Ele faz inclusive uma analogia muito boa. Imagine que você tem uma fera dentro de você, e você começa a deixar ela morrer de fome… na primeira oportunidade ela vem e arranca seu braço! Então os nativos sabiam que precisamos acolher todos os lados, mas que sim, precisamos nos voltar mais ao lado luz, porém sem esquecer o lado sombra.

Então caro(a) amigo(a), acolha as suas emoções. Sempre ensino para os meus clientes uma lição do Mindfulness, que nos diz para sentirmos realmente todas as emoções. Está triste? Sinta esta tristeza, deixe ela vir, e logo você vai entendê-la.

Para finalizar, deixo uma frase para a sua reflexão:

Quanto mais claramente você entender a si mesmo e seus sentimentos, mais você se torna amante do que é. – Baruch Spinoza

PS: Assista ao filme Divertidamente e veja como todas as emoções possuem o seu papel =)

PS2: Compartilhe este post com os seus amigos, pode ter certeza de que eles também recebem todos estes “hóspedes” na “casa” deles _/|\_