O medo está te matando? Leia esta história!

Tempo de leitura: 2 minutos

 

Em uma terra em guerra, havia um rei que causava espanto. Sempre que fazia prisioneiros, não os matava: Levava-os para uma sala onde havia um grupo de arqueiros de um lado e uma enorme porta de ferro do outro, sobre a qual via-se gravadas figuras de caveiras cobertas por sangue.Nesta sala, ele os fazia
enfileirar-se em círculo e dizía-lhes então:

“Vocês podem escolher entre morrerem flexados ou passarem por aquela porta e por mim serem lá trancados.

“Todos escolhiam serem mortos pelos arqueiros. Ao terminar a guerra, um soldado que por muito tempo servira ao rei, dirigiu-se ao soberano:

“Senhor, posso lhe fazer uma pergunta?”

“Diga soldado”

“O que havia por detrás da assustadora porta?”

“Vá e veja você mesmo!

“O soldado, então, abre vagarosamente a porta e, a medida que o faz, raios de sol vão adentrando e clareando o ambiente…E finalmente, ele descobre, surpreso, que… a porta se abria sobre um caminho que conduzia a LIBERDADE!!!

O soldado, admirado, apenas olha seu rei que diz:

“Eu dava a eles a escolha, mas preferiram morrer a arriscar-se a abrir esta porta.

“Quantas portas deixamos de abrir pelo medo de arriscar-nos? Quantas vezes perdemos a liberdade e morremos por dentro, apenas por sentirmos medo de abrir a porta de nossos sonhos?

Esta pequena parábola traz uma grande lição, quantas vezes deixamos de fazer aquilo que a nossa Alma pede? O medo muitas vezes nos impede de seguir o caminho do coração.

Algumas pessoas lendo este texto podem dizer: “Ah, mas o rei falou que eles ficariam trancados, então era melhor morrer mesmo”.

Se você pensou nisso, saiba que esta é a parte genial do texto, que nos coloca diretamente em contato com o que acontece com a nossa sociedade. Muitas vezes deixamos de seguir os nossos sonhos justamente por medo do que os outros dizem. Um exemplo clássico é o da pessoa que vem com uma Alma de artista, mas os pais e a sociedade como um todo o fazem acreditar que este caminho não serve, pois não dá dinheiro, vai passar fome e assim por diante.

Muitas vezes este medo que é colocado na pessoa a impede de abrir uma porta que poderia trazer grande satisfação e realização pessoal, e por ela não fazer isso, os “arqueiros” da vida aqui tardam, mas não falham. Cedo ou tarde a pessoa acaba se tornando tão infeliz por viver fazendo algo que não preenche o coração dela, que se torna praticamente uma morta viva.

Que você não caia na armadilha do medo, e possa ser mais um que ajude e incentive outras pessoas a seguirem seus corações. Envie este texto para os seus amigos, para que todos possam refletir. Deixo abaixo duas frases para completar a breve reflexão:

Viver é a coisa mais rara do mundo. A maioria das pessoas existe. – Oscar Wilde

Sucesso sem realização é o fracasso definitivo. – Anthony Robbins